domingo, 19 de novembro de 2006




Hoje acordei “encucado” com alguns pensamentos, não sei ao certo o que me fez refletir sobre esses assuntos. Vejo o quão egoísta somos, o tanto que somos invejoso e prepotentes. Queremos sempre ser o dono da verdade e que a opinião do próximo, se foda! Nossos argumentos se baseiam no que achamos que é no que queremos que seja e nós queremos que seja o que nos trás benefícios e não o que realmente é. Puro orgulho, egoísmo.
Passamos a viver em um mundo criado pra ser nosso, já que ele não é então vamos criar um mundo que seja o mais próximo disso. Vamos falar mal do fulano, ele não presta, que cicrana não passa de uma putinha. E nós, somos o que? Somos a puta barata e invejosa, somos o cidadão buscando o lucro mesmo passando por cima de quem for, passamos por cima com o que temos. E o que temos não é nada!
Não concedemos o direito de liberdade a ninguém, o direito deles pensarem no que querem, de criarem o mundo virtual assim como estamos criando o nosso. Na casca somos maleáveis, não somos preconceituosos, nosso racismo não existe, mas nosso preconceito é o primeiro conceito de se achar certo e isso já abrange o conceito de achar-se o melhor. A falsidade que ronda nosso ser, formando essa capa de proteção onde a usamos sempre pra dizer o que achamos e não o que realmente é.
“Ultima noticia: M.C.J. (14 anos) negro, assalta casa lotérica em companhia de José Vás Silva...”
- Coitado, não é pelo fato de ser negro, mas o mundo não cedeu os mesmos direitos dos outros.
Esse é seu argumento não racista? Bobagem! Pura bobagem, o mundo se fechou às pessoas de classe baixa, raça diferente assim como nós nos fecha ao mundo deles, assim como apontamos a desigualdade social/racial, nossa parte é APONTAR e não agir. Claro, é bem mais fácil!
Quem sou eu pra dizer isso? Sou o mesmo que segura firma a sacola de compras quando se aproxima uma pessoa “suspeita” sou mais um que julga e não aceita ser julgado. Eu sou aquele que no texto colocou o meu na reta também tentando não julgar você, pois daí seria mais hipócrita ainda, sou aquele que citou “nós” e não “voces”então me inclua nessa!
E você, quem é?

2 comentários:

Ciro M. Costa disse...

Hahahahahahhahaha!!! Não sei porquê, mas "acho" que as discussões de sábado tiveram algo a ver com esse texto! Hihihihih!!!

Abraço!

Felipe Carvalho disse...

Great reflection! Tb tive a mesma impressão com relação às discussões de sábado! Inclusive, acho que precisamos de mais como aquela, aliás, quanto mais delas tivermos, menos teremos, entendeu??
hehehehehehehehe