quinta-feira, 16 de novembro de 2006

São João



- Vamos lá meu filho, coma a ervilha.Faz bem meu querido!
- Não quero ervilhas mãe, odeio ervilhas.
- Então coma a salada de tomate pelo menos, Joca!
- Não, não e não, odeio isso!
- Ai meu filho, quando você vai parar com essa coisa?
- Quando eu quiser e pronto acabou, não como mais nada. – Joca sai da sala de jantar
- Esse menino... – Diz a mãe
Alguns dias depois.
- Ei Joca, anda rápido. Vamos atrasar pra Festa de São João.
- Eu vou à hora que eu quiser... Vão na frente seus gayzinhos!
- Putz, esse seu primo Joca é chato pra caralho, heim guga?
- Pois é, um dia ele vai se ferrar com essa teimosia dele. Mas bôra pra festa!
- Opa, Bôra lá, depois ele que nos alcance!
“Festa de São João da Escola Estadual Hodolf da Silva”
- Vai lá joca, pega um “traque” pra gente fazer uns barulhinhos!
- Que “traque” o que?! Vou comprar uma bomba 1000, daí vocês vão ver o que é barulho!
- Tá, vai lá então “Bãozão”. O Guga e eu vamos te esperar aqui, Sr Barulhinho!
- É vão zoando, você vai ver!
Após alguns minutos volta Joca com umas cinco bombinhas.
- Isso aqui que é bomba Guga. Diz Joca com a cara de quem está mandando no pedaço!
- É sim, então acende logo pra gente vê.
- Eu acendo na hora que eu quiser...
- Ai ai ai... Guga, esse seu primo é cheio disso né?
- Pois é ele é o “do contra” da família, nunca vi!
- Então eu vou acender agora e agora é a hora que eu quero!- Diz Joca.
- Então acende que eu to mandando. Diz o amigo de Guga.
- Ah, pensando bem vou tomar um quentão e depois acendo!
- Putz, por que você disse que estava mandando. Agora ele vai acender isso só amanha seu burro. Diz Guga
- Ah, falei só pra encher, ele é fresco pra carai.
1 Horas depois.
- Putz Joca, você sumiu?
- Sumi sim, não tava gostando dessa festa!
- A neeeeeeemmmm! Diz Guga e seu amigo já de saco cheio de tanta imposição de Joca!
- Ah, cala a boca, por que você chamou esse seu amigo Guga? Ele nem da escola é!
- Mas ele é meu amigo e eu chamei, é convidado meu!
- Beleza, cada um é burro por onde quer!
- O que você quer dizer com isso seu fresco? Vou dar uma surra no seu primo Guga.
- Calma gente...
- Ah, vou soltar as bombas agora, quem quiser que fique ai!
- Vamo vê então Joca, vai logo com isso!
- Vou na hora que eu quiser, já disse!
- Ta booooooom! Diz Guga
Joca acende duas bombas de uma vez só e as segura olhando para seus companheiros.
- Ele quer é impressionar Guga, isso sim!
- Fazer o que né? o bicho quer ser assim! VAI JOCA, SOLTA AS BOMBINHAS LOGO CARA!
- Não, vou segura-las até no final!
- Pára com isso Joca, elas vão estourar, solta isso... Tira isso da mão seu burro!!!
NÃO, SOLTO QUANDO EU QUISER, E VAI SER NO FINAL........(POOOOUUUU)
Joca demora mais do que podia e as bombinhas estouram na mão de Joca. Um mês depois a mãe de Joca está sentada em frente a uma porta que se lê em uma pequena placa: “Dra. Alice Vergueiro. Fisioterapeuta e Pediatra”.
Vamos Joca, movimente do jeito que te falei! Olha, se você não colaborar o seu dedo reimplantado não vai mover mais heim? Escuta o que eu to te falando!
-...Humpf, vou fazer, mas é porque eu quero...Droga!

3 comentários:

Ciro M. Costa disse...

Hahahahahahahha!! Que Joca mais fdp, hein? Hahahhahaha!! Sobrou até para a Alice Vergueiro. Isso torna sua crônica um verdadeiro Radar! hahahhaha!! Essa foi péssima, cara!! Mas o texto foi ótimo!

Balula!!!

Bia disse...

kkkkkkkkkkkkkkk
estourouuuuuu!!!

;*************

jean disse...

bão mes